domingo, 2 de janeiro de 2011

Lá longe



Dou por mim a olhar para o futuro. Para todos eles, para nós, com 65 anos. A grelhar chouriços, a ir ao frigorífico buscar mais uma. A abraçá-los e a chamar-lhes velhos. Esta coisa de me projectar no futuro tem muita graça: não consigo enfiar uns óculos para ver ao perto, mas tenho uns binóculos para ver ao longe. Não sei como vai ser o meu amanhã, mas sei como vai ser a minha velhice.

6 comentários:

roimatola disse...

Pah, és um animal da escrita!

Sílvia Catarina disse...

Bonito.

Bruno disse...

:)
Beijinhos!

Anónimo disse...

super queridos :) todos. gosto imenso tanto da foto como do texto.

beijinho
sandra

Anónimo disse...

faz tempo que não te lia...
Esperemos que pelo menos sejam um futuro e velhices tranquilos.

Beijinhos
andreia

Criole disse...

Espero ter momentos destes por muitos mais anos.